17 de jan de 2009

Não sei o que anda acontecendo comigo nesses ultimos dias, só sei que está acontecendo'''''''.

A Dali me ama, todos os dias, não importa a hora ou como eu chegue em casa, ela sempre vem no portão (o mais perto o possível) pra me receber, mesmo quando está dormindo, com chuva ou doente. Ela não tem nenhum amigo, nenhum namorado, fica dias e dias sem sair de casa e não reclama, só ama. Dali é todo amor, fiel companheira, toda vez que eu vou sair de casa ela fica triste no portão me vendo partir, querendo ir junto, mesmo que seja só por alguns minutos.

Como pode um ser tão puro assim ser chamado de irracional?

Irracionais somos nós, que abandonamos nossos conjugês quando eles precisam da nossa presença, que não abrimos mão de dormir uma hora a menos pra receber aquele amigo que estava ausente, que matamos por prazer, por comodidade, que não sabemos amar.


Um comentário:

Stella Tavares disse...

Adorei! Muito verdadeiro esse texto.
Quantas vezes economizamos em carinho, deserdamos de amor aos semelhantes e até aos que amamos e convivemos por puro comodismo...
Parabéns pelo post!

Não deixe de comentar.
Jesus nos guie.

Visitantes