5 de jul de 2009

Insônia



Cheguei a duas conclusões na vígilia.
Primeira: Não consigo viver sem silêncio. Silêncio pra mim é paz, acho que é por isso que não consigo orar ou estar em comunhão com DEUS em lugares barulhentos. Silêncio de barulhos, barulho pra mim é tudo aquilo que incomoda os ouvidos.

Segunda: Não consigo viver sem som. Som pra mim é alegria, acho que é por isso que me sinto tão bem em escutar o som do mar, do vento balançando as folhas, de passáros cantando. Som que sobra quando se há silêncio, som de meditar.

E como foi que cheguei a essas conclusões? Agora mesmo, amanhecendo o dia, na insônia rotineira, no silêncio das ruas e das conversas, quando meditando em meus pensamentos, escutei ao longe o barulho das ondas e senti uma imensa paz, e grande alegria, me dei conta de que moro numa praia abençoada, numa casa onde se pode escutar as ondas quebrando e até mesmo poderia ir lá agora, nesse instante acompanhar o sol nascendo num festival de cores vivas, mais bonito que qualquer pintura já feita por mãos humanas e talvez até vá mesmo, pois bem sei o bem que é. E escrevo tudo isso aqui pra te lembrar e pra te abrir os olhos pra vida que te cerca.

Fique com DEUS, Ele te ama, te colocou nesse mundo lindo, ao som das ondas e a luz do sol.

Paz.

2 comentários:

Anônimo disse...

Deus,muito obrigado por tudo.

Mii.

estela disse...

sou fã do silêncio, amo,amo!tem horas que só preciso dele. Porem o som, eu amo,amo!o som do violao, do MAR(privilegio seu ouvir todo dia) o som dos passaros cantando e o som da vida ! a meditaçao e os pensamentos ! o som e o silencio ! um abraço de muita paz e um barulinho q te agrade !paz paz luz e amor

Não deixe de comentar.
Jesus nos guie.

Visitantes