14 de set de 2009

Já era tarde e eu havia me conformado em aceitar os restos e as migalhas do amor que sobravam após as refeições, feito um cachorro desesperado por amor eu me sentia, abandonado. A areia e o teu colo eram mais suaves que o colchão mais macio, o silêncio que se misturava ao barulho do mar diziam mais do que todos os romances sonham um dia explicar, seu abraço naquele momento parecera mais quente que o sol em dezembro. Sei que por mais que eu diga, "amo você", todos os dias, só DEUS pode te fazer entender. A vida que eu quero com você é mais do que a vida ainda possa te dizer, ou cantar.

Os olhos mentem, o coração é enganoso, Deus é perfeito.

Um comentário:

Leane disse...

Eu te amo, embora não saiba dizer isso olhando em teus olhos. E todas as coisas que eu faço ou desejo, é pensando em você que eu os realizo e no amor que sente por mim, também.
Meu refúgio.
Nunca duvide de tudo que sinto, apesar de toda a distância.
Saudades imensas.

Não deixe de comentar.
Jesus nos guie.

Visitantes